A Netflix comprou os direitos do sitcom Seinfeld, que entra no catálogo em 2021, segundo divulgado pela própria plataforma nesta segunda, 16. A partir de julho de 2021, os 180 episódios da série vão estar disponíveis no serviço e pela primeira vez com a opção 4K. Atualmente, quem detém os direitos de transmissão do seriado é a Hulu nos Estados Unidos e em alguns outros países, o serviço de streaming da Amazon.

O acordo da Netflix com a Sony Pictures, responsável por distribuir o programa, entra em vigor após o fim do contrato com a Hulu em junho de 2021. Friends sairá da Netflix para migrar para a plataforma da Warner Media, HBO Max, em 2020. The Office também deixará o serviço para entrar no catálogo de produções do futuro streaming da Comcast em 2021. Ambos são uma grande perda para a plataforma, porque detém grande parte de audiência.

Com a chegada dessas outras plataformas como o Disney +, HBO Max, Hulu, Amazon, entre outras, a Netflix tem perdido várias séries e filmes de seu catálogo e entrou em uma briga frenética para conseguir os direitos de Seinfeld. Inclusive, o contrato de exclusividade com o sitcom foi feito logo após uma parceria do comediante Jerry Seinfeld com a plataforma. Seinfeld começou como um experimento de baixo orçamento em 1989 e por pelo menos três temporadas a audiência era bem abaixo da média. Só depois o programa virou um fenômeno. Os produtores e criadores do sitcom enfatizam que era um "sobre nada", ao desconstruir as pautas das séries tradicionais. O seriado narra vários aspectos da vida real, particularmente os incômodos nas relações humanas. No geral, os quatro protagonistas se davam mal por agir de maneira irresponsável, especialmente George e Elaine. No caso de Kramer, o rapaz não percebia as bobagens que fazia e Jerry lidava com este tipo de situação com cinismo e indiferença.

Deixe seu Comentário